Reconhecida pelo sensível trato na ficção de dramas urbanos permeados por um caráter humanista, dos quais saltam personagens em crise, a cineasta Lina Chamie também transfere esse olhar à gênese documental. Chamie dirigiu os seguintes longas-metragens: “Tônica Dominante” (2001) que lhe rendeu, entre outros prêmios, o Kodak Vision Award/WIF, em Los Angeles, e o prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA, em 2001; “A Via Láctea” (2007), estreia mundial no Festival de Cannes,  Seleção Oficial da“Semana da Crítica”, Prêmio “Casa de América”, Madrid/Espanha, com participação em mais de 80 festivais pelo mundo recebeu inúmeros prêmios e reconhecimento da crítica nacional e internacional; “Santos 100 Anos de Futebol Arte” (2012), filme oficial do centenário do Santos F. C.; “São Silvestre” (2013), que recebeu o prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA como Melhor Documentário em 2014; “Os Amigos” (2014), longa metragem ficção, premiado em Gramado e lançadoem 2014; “Dorina - Olhar para o Mundo” (2016), longa metragem documentário para o HBO. Atualmente finaliza o longa, “Santos de Todos os Gols”, um filme sobre a emoção do gol contada a partir da trajetória do time que mais marcou gols na história do futebol mundial.

 

 

 

LinaChamie.jpg